Volte ao SPIN
SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Spin de Sapatos

Não é spin pisando sobre a arte e sim como parte dela. Foto: Will Goya

Há tanto tempo volto por aqui(sic,não volto por aqui)
E noto meus pés
Que forma é essa
Dentro da sequência Visão. Forma. Conhecimento
Onde isso ai se encaixa: Processo desdobramento decupagem
Recolher todas as coisas e, a partir das coisas (re)colhidas, relatar a realidade spin
É isso que tenho que fazer neste momento
Tenho que começar este processo tendo em vista a vinda do spin cantor no próximo dia 5 de setembro
Se bem que,...talvez neste dia eu esteja longe, no MA, mas com o processo em continuidade por lá, tenho que ver como vou enviar as obras que por acaso, sem obrigação de que brotem, brotem do processo narrativo

Que coisa estranha
Onde está o estranho ao qual me referi
Isso que acabei de ver nesta imagem ao postar no dia de hoje 6 de urano
O filósofo cínico (sic, clínico) me enviou fotos que ele tirou da uma última consulta
Fiquei surpreso quando vi, são meus sapatos mas havia um terceiro, ai me lembrei que era o pé dele
Todos pisando sobre a arte
O estranho ficou por conta da obra compondo com a cortina
Que achei estranho achei, talvez pq neste momento eu esteja fora do normal
Quando voltar à realidade nem vou ver isso, sempre assim neste processo de esquecimento de nós mesmos, não percebemos, não enxergamos...
Fui

Na correria escrevi 'cínico' no lugar de "clínico' mas o que quer dizer isso(cínico):

Quais os princípios da filosofia cínica?
"A escola de filosofia cínica foi fundada por Antístenes em Atenas por volta de 400 a.C. Os cínicos enfatizavam que a verdadeira felicidade não se encontraria em benefícios exteriores como o luxo material, o poder político ou a boa saúde. A verdadeira felicidade estaria em não se sentir dependente das coisas aleatórias e efêmeras. E porque não se constituiria em benefícios dessa espécie, a felicidade estaria ao alcance de todos. Além disso, uma vez alcançada, jamais seria perdida. O mais conhecido dos cínicos foi Diógenes, que supostamente vivia em um barril e possuía apenas uma túnica, um cajado e um embornal para carregar o pão. Um dia, enquanto estava sentado ao sol ao lado do barril, teria recebido a visita de Alexandre Magno. O imperador ter-se-ia aproximado dele e perguntado se havia alguma coisa que pudesse fazer por ele. Havia alguma coisa que ele desejasse? “Sim”, Diógenes teria respondido, “Saia da minha frente. Está tapando o sol”. Desse modo, Diógenes teria mostrado que não era menos feliz e menos rico do que o importante homem diante dele. Tinha tudo o que desejava. Os cínicos achavam que as pessoas não precisariam preocupar-se com a saúde. Até mesmo o sofrimento e a morte não deveriam perturbá-las. Muito menos se atormentarem com o infortúnio de outras pessoas. Os cínicos foram importantes no desenvolvimento da escola de filosofia estoica. Hoje em dia, os termos “cínico” e “cinismo” designam uma sarcástica descrença na sinceridade humana, e indicam insensibilidade ao sofrimento de outras pessoas."(http://www.klickeducacao.com.br/)


Post Scriptum

P.S.1-  Esqueci de dizer que retirei os pontos de interrogação que estavam no texto não gosto deste sinal

P.S.2- E pensar que há exatamente um ano atrás eu estava em Côcos de Aparecida, perto do Rio Parnaíba,
Foi ali que minha família por parte de mãe existiu
Há exatamente 1 ano eu estava lá fotografando os rapazes
Sei que não é fácil fazer isso num lugar onde rola muita ignorância e preconceito, vc pode até ser assassinado, mas eu fiz (http://josecarloslima6.blogspot.com.br/2012/08/obra-nao-realizada-homens-com.html)

Nenhum comentário: